Vibrant Soundbridge®

O Vibrant Soundbridge® é um aparelho semi-implantável. Estimula diretamente os pequenos ossos do ouvido médio ou diretamente o ouvido interno, caso o aparelho seja acoplado na cóclea.
Composto por uma parte externa com processador de som – microfone, programador e bateria – e uma interna, implantada através de cirurgia no ouvido que faz vibrar mecanicamente as estruturas do ouvido médio. Desta forma, a vibração é transmitida ao ouvido interno. A parte externa não perfura a pele e pode ser escondida discretamente pelos cabelos. Ela se acopla à parte interna através de imãs que existem nas duas partes do aparelho.
Indicada para pacientes com perda auditiva neurosensorial ou mista de grau moderado a severo que já usaram aparelhos de audição e não se adaptaram por causas diversas.

 

  1. Os sons são detectados pelo microfone do processador de áudio.
  2. O processador de áudio converte som em sinais elétricos.
  3. Esses sinais são transmitidos através da pele até o componente implantado.
  4. O implante envia os sinais para o FMT (transdutor de massa flutuante).
  5. O FMT converte o sinal em vibrações mecânicas que estimulam diretamente a estrutura do ouvido médio (por exemplo, a cadeia ossicular) fazendo com que ela vibre.
  6. Essas vibrações conduzem então o som ao ouvido interno, onde elas serão levadas ao cérebro e percebidas como som.

Cirurgia e avaliação pré-operatória:

São necessários exames pré-operatórios como a audiometria e tomografia computadorizada e, para realizar a cirurgia, o paciente passará por testes com prótese vibratória para que se tenha uma previsão do resultado da cirurgia.
A cirurgia é realizada sob anestesia geral – com duração aproximada de duas horas –, é feito um corte atrás do ouvido e a abertura do osso que contém o ouvido (mastoidectomia), com acesso à orelha média para colocação do implante. O paciente tem alta no dia seguinte.
A cirurgia só será realizada, no entanto, se o paciente não tiver infecções na orelha média.

 

a- FMT posicionado no ramo longo da bigorna (local mais comum)

b- FMT posicionado na  janela redonda

c- FMT acoplado a PORP

d- FMT acoplado a TORP

e- FMT com prótese de estapedotomia.

Cuidados pós-cirúrgicos

Entre os cuidados necessários pós-cirurgia estão: evitar esportes de contato, ou outras atividades que provoquem impacto no local da prótese, não deixar entrar água no ouvido até a liberação do médico, não realizar atividades físicas intensas ou carregar peso no mês seguinte à cirurgia e tomar as medicações prescritas adequadamente. Há necessidade de retirar a parte externa quando for nadar, tomar banho ou dormir.

  

Ativação e Vantagens

A ativação do aparelho acontece depois de avaliação e liberação do médico, após oito semanas da cirurgia. Nesse dia, quando o aparelho for ligado, de acordo com o grau de audição, o fonoaudiólogo ajustará os graus necessários da parte externa do processador de sinal, ensinará o paciente a colocar e retirar a pilha do aparelho externo, além de orientá-lo em relação ao manuseio e higiene da prótese auditiva semi-implantável Vibrant Soundbridge®. Esse será o início de um acompanhamento periódico para a adaptação do som discriminado pelo paciente e novos ajustes, quando necessário.
Essa cirurgia não deixa perfuração na pele, a prótese melhora a qualidade sonora em alguns tipos de surdez quando comparada aos aparelhos auditivos convencionais, não há o efeito de oclusão – sensação de ouvido tampado – pois a orelha externa fica livre, ausência do efeito de microfonia e os resultados quanto à altura e qualidade de audição serão boas, dependendo da discriminação de sons do paciente.
Outras informações podem ser obtidas no site da Med-El, que é o fabricante – www.medel.com. O Vibrant Soundbridge® é aprovado pela ANVISA.

Prof Dr Robinson Koji Tsuji - CRM97471

CONSULTÓRIO:

Rua Capote Valente, 432 conjunto 14

Edificio Gan center - CEP 05409-000

Jardim América - São Paulo - SP

Fone: 11 38982210 (secretárias Nubia ou Luciene) / 984577073 (secretária Cristina).

email: portalotorrinolaringologia@gmail.com